Visit Covilhã | Vem com tempo

"Tudo o que o visitante necessita na Covilhã... Encontre facilmente lugares, guias, direções, informação..."

Paisageando coisas reais por dentro

Carregando mapa ....

Data / Hora
12/07/2019 - 31/08/2019
00:00

Localização
Tinturaria - Galeria de Exposições

Categorias


Esta exposição mista pode ser visitada de terça e domingo, entre as 10h00 e as 18h00, na Galeria Tinturaria até 31 de agosto.

A Câmara da Covilhã traz à cidade dois grandes artistas – Jina Nebe e Miguel Proença, consagrados a nível internacional nas áreas da fotografia, pintura e gravura.
A exposição denominada “Paisageando coisas reais por dentro”, cuja cerimónia de inauguração terá lugar no dia 12 de julho, pelas 18h30, na galeria Tinturaria, irá perspetivar uma harmoniosa combinação entre a fotografia de Miguel Proença e a pintura e gravura de Jina Nebe.

JINA NEBE nasceu na Checolosváquia onde se formou em arquitetura, vindo mais tarde a instalar-se em França, onde desenhou navios transatlânticos no porto de Saint Nazaire, integrou projetos de prestígio em Paris e dirigiu programas técnicos para a Europa Central em Bruxelas. Nos últimos quinze anos os seus principais campos de expressão são a pintura e a música. Fez várias exposições individuais em Bruxelas, Praga, Lisboa, Maurícia estando representada em coleções particulares em diversos países. As suas pinturas trazem a marca dos países onde morou ou visitou – Chade, Etiópia, Marrocos, Tunísia, Islândia, Estados Unidos, Portugal, Espanha, França, mas também a sua Boémia natal.

MIGUEL PROENÇA formou-se em agronomia na Universidade da Flórida e posteriormente em fotografia documental, câmara escura e linguagem fotográfica em Milão na John Kaverdash School e no Círcolo Filológico. Desenvolveu projetos de grande prestígio para a street photography; Milano Free Magazine e Feira de Sinegallia, bem como trabalhos editoriais como Artes da Ria e Alqueva. Em Portugal, onde vive e trabalha atualmente, concluiu uma pós-graduação em Estudos de Fotografia no IADE, o mestrado em História de Arte da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, frequentando o doutoramento na Faculdade de Belas Artes na Universidade de Lisboa. A vertente profissional assenta na reprodução de obras de arte, arquitetura, paisagem e retrato com finalidades editoriais, explorando também outras vertentes da fotografia, além da documental.