Barco – Área de Descanso do Barco

Tipo: Pedestre Linear; Distância: 1,1 Km

Duração Média: 15m (pedestre) 5m (BTT)

Aldeia bucólica com uma esplêndida paisagem que se estende ao longo da margem Norte do Rio Zêzere, foi durante muitos anos o ponto de travessia de pessoas e bens entre as margens do rio, ganhando daí o seu nome. O Barco orgulha-se do seu típico casario serrano, de aspecto rural por entre monumentos como a Igreja Matriz, a Fonte Romana ou as muitas Alminhas que se vão encontrando na região, símbolo do fervor religioso da população. Possui ainda locais de interesse turístico que atraem visitantes à vila, tais como a praia fluvial, o lagar de azeite, as ruínas de um acampamento romano mais conhecido como o Cabeço da Argemela e a própria paisagem natural, com destaque para o Rio Zêzere.

O comércio, indústria, construção civil e o artesanato, designadamente pinturas e o fabrico das conhecidas mantas de Orelos, são também algumas das atividades desenvolvidas na vila pela população residente. Esta freguesia é rica em gastronomia, sendo bem conhecidos os seus enchidos, o peixe do rio, o javali e os já muito famosos brulhões que, anualmente, são o mote para o Festival do Brulhão.

DECRIÇÃO DO PERCURSO

Saindo desta localidade por uma estrada secundária, em terra batida, que faz a ligação ao Ourondo, o percurso inicia uma subida que progressivamente nos oferece vistas mais amplas sobre o rio. Atingido o ponto mais alto desta subida depara-se-nos uma janela para a história destas comunidades, com a vila de um lado, as antigas minas do outro e as curvas do rio a separá-las.